Author avatar

Rachel Spedding

EDITOR DE ESTILO

Janeiro

02/2018

PARTILHAR

PRIMARK 2018 EMMA GANNON MINDFULNESS

Falemos de dinheiro com Emma Gannon

Por Emma Gannon

Em 2018, vamos falar mais de dinheiro, atenção plena e saúde financeira. Emma Gannon partilha as suas dicas sobre dinheiro depois de se ter aventurado, durante um ano, a ser mais aberta em relação a tudo o que envolve dinheiro: ganhá-lo, geri-lo e falar sobre ele. 

PRIMARK 2018 EMMA GANNON ATENÇÃO PLENA

No ano passado, a minha resolução de ano novo consistia em falar mais abertamente de dinheiro: fosse online, com colegas ou amigos ao jantar. Isto não significa que abordasse UM estranho no meio da rua exigindo saber qual era o seu salário (conseguem imaginar?). A minha resolução consistia simplesmente em encarar este assunto com mais naturalidade.

 

Aviso: Não sou nenhuma perita em poupanças; tenho amigos que trabalham na área financeira e percebem, de facto, do assunto, mas mesmo não tendo autoridade para dar conselhos financeiros, sinto a obrigação de usar a minha plataforma para, pelo menos, propiciar algumas conversas. A ideia é tentar eliminar gradualmente a ideia de que dinheiro é um assunto tabu. Afinal, é uma parte tão importante das nossas vidas que escondemos da vista de todos.

 

Eu costumava ser péssima a lidar com dinheiro. Durante anos, sentia-me fisicamente doente com a quantidade de dinheiro que tinha esbanjado ao longo dos anos em más decisões, a pagar dinheiro levantado a crédito, compras de impulso estúpidas. Costumava encolher-me só de ouvir falar no assunto, no trabalho e fora dele. Mesmo com algo tão simples como dividir uma conta. O dinheiro simplesmente deixava-me tensa. Afinal, percebi que não tinha de ser uma perita para fazer com que as pessoas começassem a falar de dinheiro e a iniciar diálogos que podem ser muito úteis e práticos. É claro que, a princípio, pode ser estranho. É um tópico emocional, uma vez que todos temos diferentes cenários.

 

Mas os benefícios de uma conversa honesta superam qualquer embaraço inicial. Após o meu ano a falar de dinheiro, sinto-me menos tensa, mais aberta e com menos sensação de culpa em relação ao dinheiro (por o gastar, perder , ganhar, poupar). Descobri algumas dicas e ferramentas que me ajudam a alcançar os meus objetivos financeiros a curto e longo prazo, simplesmente por perder o medo de fazer perguntas.

 

É bom falar.

Posto isto, aqui ficam algumas coisas que aprendi este ano, e que levarei comigo para 2018.

 

| Define uma notificação semanal

Verificar o saldo pode ser uma sensação semelhante a arrancar um penso rápido. Às vezes, o melhor é fazê-lo o mais rapidamente possível, uma vez que o resultado pode ser doloroso. Se és aquela pessoa que prefere não olhar ou se esquece de o fazer, define um lembrete semanal na aplicação do teu banco, através de SMS. Eu recebo o meu todas as segundas, para que possa começar a semana com uma boa noção.

 

| Encontra um banco que categorize os teus gastos

Há bancos que disponibilizam aplicaões que te ajudam verdadeiramente a perceber o que tens vindo a gastar em cada mês e para onde vai a maioria do teu dinheiro. Dependendo da aplicação, há separadores úteis para veres onde tens andado a gastar (talvez, demais) e perceber se não estás a ir à mesma loja vezes demais.

 

| lembra-te: não é nada pessoal

Se aprendi algo este ano foi que, quando pedes um aumento ou um preço mais elevado para um determinado projeto, não leves a resposta como um ataque pessoal. O empregador irá considerar o teu pedido e aceitar ou recusar, dependendo se este é viável ou não. A resposta nunca se reflete em ti, enquanto pessoa, e ninguém vai pensar mal de ti por pedires. Nunca deixes de pedir. Quase sempre, recebes um "sim" como resposta.

 

| cria um grupo de WhatsApp onde não se fazem julgamentos de valor

Ter um grupo de amigos que trabalham no setor e pensam de igual forma, a quem posso pedir abertamente conselhos, tem ajudado imensamente a minha vida profissional. Não trabalho num escritório tradicional, por isso, as minhas redes sociais podem ser o meu escritório, na maioria das vezes. Ter a possibilidade de perguntar a outros profissionais independentes um número por alto ou quanto cobram por projetos semelhantes faz toda a diferença. Elimina o estigma das conversas sobre dinheiro, e é realmente uma boa sensação ajudarmo-nos mutuamente a receber valores justos.

primark home 2018
02.01.18

Casa

Entra na serenidade.

Interiores tranquilizantes para um início de ano satisfatório.

Primark SS18 Wardrobe Detox, back to basics, mindfulness, wellness, shopping,
03.01.18

Mulher

Regresso aos básicos.

Novo ano, novo guarda-roupa.

Author avatar

Rachel Spedding

EDITOR DE ESTILO

Janeiro

02/2018

PARTILHAR

PRIMARK 2018 EMMA GANNON MINDFULNESS

Uau!

Adicionámos o primeiro artigo aos teus favoritos.
Podes aceder-lhe sempre que quiseres, clicando aqui.

Tens tempo para te atualizares?

O Primark.com suporta os browsers mais recentes, incluindo Chrome, Firefox e Safari. Certifica-te de que tens a versão mais atualizada para aproveitares ao máximo o Primark.com