Author avatar

Louise Twyman

EDITOR DE ESTILO

Janeiro

02/2018

PARTILHAR

erica-davies-wellness-microsite-920x632

Cozinha arrumada, mente arrumada

Por Erica Davies

Estilista, jornalista de moda e consultora de marca, Erica Davies conta-nos como a recente renovação da cozinha alterou a sua rotina matinal e como o espaço pode verdadeiramente afetar o nosso estado de espírito.

Há dois anos, na altura do Natal, mudámo-nos para fora de Londres. Foi uma grande mudança, cheia de preocupações e riscos. Será que vamos gostar? Estarei a fazer a coisa certa? Será que as crianças vão ser felizes? As pessoas irão GOSTAR de mim?

 

A casa para onde nos mudámos era muito maior do que a anterior, que tínhamos amado durante dez anos e que foi para onde trouxemos os nossos bebés quando eles nasceram. Mas não podíamos ignorar o espaço, a luz e o campo, e foi por isso que nos mudámos.

 

Durante seis meses, com a nossa vida ainda enfiada em caixas, senti-me totalmente deprimida. Sim, a mudança tinha sido enorme e a minha vida tinha mudado drasticamente, mas havia algo mais do que isso. Todo o ambiente parecia insípido e estranho e eu não me conseguia adaptar. Com as ríspidas paredes creme, alcatifas bege e falta de iluminação, a casa não tinha nada bom aspeto. Tinha sido pintada com as cores erradas e deixava-me, por vezes, muito deprimida.

 

Começámos então a pintar, um quarto de cada vez, à medida que íamos tendo dinheiro e, lentamente, a casa começou a ganhar vida e a parecer minha. Senti-me em casa. Senti que podia finalmente relaxar. A cozinha foi o último projeto que concluímos e foi bastante significativo, absorvendo todos os nossos fundos e dotes de gestão de projetos. Derrubámos paredes e arrancámos o pavimento, demos mais cor (azul-escuro e rosa-pálido com verde-relva e cobre) e criámos uma sensação de continuidade. Demos-lhe alma e algum valor.

 

É o primeiro lugar onde verdadeiramente nos juntamos os quatro.


É onde fazemos chá, conversamos e vemos televisão. É onde os miúdos fazem os trabalhos de casa e nós lemos os jornais de domingo. É o meu santuário. Levanto-me meia hora mais cedo para poder vir cá abaixo, preparar a minha primeira chávena de café, sentar-me no sofá verde ao fundo da cozinha e apreciar a tranquilidade.

Trabalho num mundo digital caótico, onde não nos conseguimos livrar de alertas, mensagens e e-mails. Preciso de dar prioridade ao tempo em que não estou colada ao meu iPhone para evitar aquela sensação de ansiedade. Aquela primeira chávena de chá dá-me aquele período de tranquilidade tão importante. Mesmo assim, gosto de ser multitarefas, por isso, enquanto espero que a máquina de café comece a funcionar e encha o espaço com o cheiro dos grãos moídos, consulto a minha agenda para ver o que o dia me reserva. Tento organizar-me na noite anterior, para ter todas as coisas dos miúdos prontas antes de eles saírem para a escola pela porta das traseiras. 

 

Depois de deixar os miúdos na escola, vou uma hora ao ginásio ou volto para casa para preparar uns ovos na tranquilidade da cozinha. Trabalho a partir de casa, mas aquela meia hora a preparar o pequeno-almoço deixa-me feliz. Ainda não estou no modo de trabalho, mas também não há ninguém por perto. Embora seja importante ser sociável, estou constantemente a tentar ensinar às crianças que também têm de ser felizes na companhia delas próprias.

 

Sou uma grande fã de podcasts (adoro o High Low com Dolly Alderton, o Pandora Sykes e o Hashtag Authentic de Sara Tasker) ou ouço um pouco de música e simplesmente, deixo-me estar... antes de ter de me dedicar seriamente ao trabalho. 

 

Investi recentemente num computador portátil, por isso, agora, a minha vida profissional também acontece na cozinha. Preparo outra chávena de chá, abro-o na mesa da cozinha, acendo uma vela e tenho a vista do meu jardim como cenário. Após anos a trabalhar num escritório, sinto-me muito afortunada por poder ser flexível e trabalhar a partir de casa. Sinto a falta da companhia dos colegas, mas tento falar com pessoas regularmente. Não há nada melhor que uma conversa!

 

O teu espaço pessoal é tão importante como a tua saúde mental. 

 

Deves preenchê-lo sempre com aquilo que adoras.

RBO-PRIMARK-WELLNESS-BEAUTY-1600X600.
02.01.18

Beleza

5 dicas para o sono perfeito

Abraça 2018 com uma nova rotina.

Primark SS18 Wardrobe Detox, back to basics, mindfulness, wellness, shopping,
03.01.18

Mulher

Regresso aos básicos.

Novo ano, novo guarda-roupa.

Author avatar

Louise Twyman

EDITOR DE ESTILO

Janeiro

02/2018

PARTILHAR

erica-davies-wellness-microsite-920x632

Uau!

Adicionámos o primeiro artigo aos teus favoritos.
Podes aceder-lhe sempre que quiseres, clicando aqui.

Tens tempo para te atualizares?

O Primark.com suporta os browsers mais recentes, incluindo Chrome, Firefox e Safari. Certifica-te de que tens a versão mais atualizada para aproveitares ao máximo o Primark.com