Post Seguinte

AQUISIÇÃO DE MATÉRIAS-PRIMAS

alt=

A Primark utiliza uma gama de fibras naturais e sintéticas nos seus produtos. O algodão é a principal fibra natural utilizada para fazer muitos dos nossos produtos, e outros materiais também desempenham um papel importante na produção dos mesmos. Independentemente da matéria-prima utilizada, é importante para nós que o seu aprovisionamento seja feito de forma responsável.

SABER DE ONDE VÊM AS MATÉRIAS-PRIMAS

Na Primark não compramos matérias-primas diretamente. Em vez disso, as fábricas ou os fornecedores que aprovámos são responsáveis por fornecer as matérias-primas utilizadas nos nossos produtos.

A Primark comprometeu-se com uma iniciativa, conhecida como Plano de Ação para Vestuário Sustentável (Sustainable Clothing Action Plan - SCAP), desenvolvida por especialistas ambientais da organização WRAP. Juntamente com outros membros do setor têxtil, a Primark está a trabalhar para os objetivos coletivos da indústria. Um elemento do SCAP visa melhorar a rastreabilidade das matérias-primas utilizadas na cadeia de abastecimento. Com a ajuda dos nossos fornecedores, submetemos ao SCAP o tipo e a quantidade de matérias-primas utilizadas nos nossos produtos. Também registamos o país de origem dos materiais e tecidos que utilizamos, o que significa que podemos monitorizar a origem dos mesmos.

Mas queremos ir para além do rastreio de matérias-primas. Também queremos garantir que as nossas matérias-primas são fornecidas de forma sustentável. E começámos com o algodão.

DESTAQUE NO ALGODÃO

O algodão é a principal fibra natural utilizada para produzir muitos dos nossos produtos, desde pijamas, t-shirts e calças de ganga a babygros, roupa de cama e toalhas, e estamos empenhados em disponibilizar aos nossos clientes mais algodão proveniente de fontes sustentáveis a preços acessíveis.

Então, o que queremos dizer com algodão sustentável? Para a Primark, é algodão cultivado de maneira a reduzir o impacto ambiental da sua produção ao minimizar a quantidade de pesticidas químicos, fertilizantes e água que os agricultores utilizam no cultivo de algodão, mas que melhora também o meio de subsistência dos agricultores ao aumentar o seu rendimento. A nossa ambição a longo prazo é garantir que todo o algodão utilizado na nossa cadeia de abastecimento seja fornecido de forma sustentável.

Mas a cadeia de abastecimento de algodão é particularmente complexa. O algodão é muitas das vezes cultivado por agricultores em pequenas explorações agrícolas, em comunidades rurais de países como a Índia, a China e o Paquistão, onde o conhecimento sobre métodos agrícolas ecológicos é limitado e há pouco ou nenhum acesso a apoio ou formação formal.

É por esta razão que formámos uma parceria com os especialistas agrícolas da CottonConnect e da Self-Employed Women’s Association em 2013 para criar o Programa de Algodão Sustentável.

Logo no início da cadeia de abastecimento, conseguimos rastrear o nosso algodão diretamente do campo, até à nossa cadeia de abastecimento e às nossas lojas. Isso transmite confiança, tanto aos nossos clientes como a nós, na origem do algodão sustentável, o seu impacto reduzido no meio ambiente e nas melhorias dos meios de subsistência dos agricultores.

O programa foi lançado com 1 251 agricultoras em Gujarate, na Índia, e tem registado resultados transformadores. A qualidade do algodão melhorou e, em média, as agricultoras que completaram o programa de formação de três anos aumentaram os seus ganhos em quase 200%. Muitas das agricultoras têm utilizado o aumento dos seus ganhos para investir em equipamento para as suas explorações agrícolas, na educação dos seus filhos ou em melhorias nas suas casas ou estilos de vida.

O programa já se expandiu para o Paquistão e a China, trabalhando com a CottonConnect e os parceiros locais responsáveis pela execução, incluindo a “Rural Education and Economic Development Society” no Paquistão e a Cooperativa de Produtores de Algodão Heping na China, no sentido de aplicar o programa. Até 2022, mais de 160 mil produtores de algodão estarão equipados com conhecimentos e meios de cultivo de algodão utilizando métodos agrícolas mais naturais e sustentáveis.

Também começámos a utilizar o algodão do programa em inúmeras das nossas gamas mais populares – sem custo extra para o cliente – incluindo roupa de dormir, ganga e artigos para a casa. E este é apenas o começo à medida que trabalhamos para alcançar o nosso objetivo de longo prazo em garantir que todo o algodão utilizado na nossa cadeia de abastecimento provém de fontes sustentáveis.

Kanchanben é uma agricultora com 40 anos de idade que foi treinada através do Programa de Algodão Sustentável na Índia. Ela cultiva algodão em 2,5 hectares da sua terra. Através do programa, Kanchanben reduziu a quantidade de fertilizante que utiliza em 50% e aumentou a sua produção de algodão. Em resultado disso, já fez mais dinheiro que tem investido desde então na educação dos seus filhos.

Clique aqui para ver o nosso programa em ação.

Post Seguinte