Declaração sobre rótulos

25 June 2014

Um porta-voz da Primark afirmou: “Apesar das crescentes suspeitas quanto à origem das etiquetas e o considerável intervalo de tempo desde o momento da compra dessas peças de vestuário, a Primark conhece as suas responsabilidades para com os trabalhadores na sua cadeia de abastecimento e já iniciou investigações detalhadas.””

A Primark investiga imediatamente todas as alegações de violações do seu Código de Conduta para assegurar o bem-estar dos trabalhadores na sua cadeia de abastecimento. Estamos sempre abertos a receber informações de qualquer origem e afirmamos que já começaram as investigações de 3 casos (2 na área de Swansea e 1 na Irlanda do Norte). Obviamente que estes incidentes decorrem de artigos comprados há já alguns anos. Desde 2009, a Primark realizou cerca de 10 mil auditorias a fábricas dos seus fornecedores. Todos os incidentes deste tipo são tratados muito a sério e ocorrem raramente. Acreditamos que isso se deve, em grande medida, ao trabalho permanente da equipa dedicada de comércio ético da Primark. Estamos a solicitar a recolha dos três artigos dos clientes e, posteriormente, seremos capazes de examinar em detalhe as circunstâncias em que a etiqueta ou informação adicional foi colocada. Swansea Já tivemos dois casos deste problema em Swansea, suscitando-nos uma série de suspeitas: 1 As etiquetas parecem ser de um tipo muito semelhante, colocadas nas peças de vestuário da mesma forma
2 2 As duas peças de vestuário foram postas à venda ao mesmo tempo em 2013
3 3 Foram fabricadas em dois países diferentes, a muitos milhares de quilómetros de distância

Northern Ireland No que diz respeito ao problema na Irlanda do Norte envolvendo um par de calças de ¾, a Primark encomendou esta linha de produtos pela última vez no início de 2009 e foi vendida pela última vez na Irlanda do Norte, em outubro de 2009. Achamos muito estranho que isso também tenha sido denunciado tão recentemente, uma vez que as calças foram postas à venda há quatro anos.esde 2009, a equipa de padrões éticos da Primark realizou nove inspeções ao fornecedor que fabricou as calças de ¾. Tem de ficar bem claro, não se detetou durante essas inspeções recurso a trabalho prisional ou a qualquer outro tipo de trabalho forçado.

p>Código de Conduta

O Código de Conduta da Primark estabelece os princípios fundamentais que os fornecedores devem respeitar, garantindo que os produtos são fabricados em boas condições de trabalho e que as pessoas que os fabricam são tratadas condignamente e recebem salários justos. A Primark é um membro da Iniciativa de Comércio Ético (ICE), e o nosso Código fundamenta-se no Código Base da ICE. Inspecionamos cada uma das fábricas para garantir que cumprem os requisitos do nosso Código e apoiamos as fábricas oferecendo orientação e formação caso se identifiquem problemas. Somente em 2013, realizámos 2.058 dessas inspeções. A Primark dispõe de uma equipa com mais de 45 profissionais dedicados à manutenção dos padrões estabelecidos no seu Código.

A Primark está empenhada em tornar as condições de trabalho mais seguras para todos aqueles que fabricam os seus produtos. Foi o primeiro retalhista do Reino Unido a assinar o Acordo sobre Segurança contra Incêndios e em Edifícios no Bangladesh trabalhando em colaboração com outras marcas e partes interessadas no setor para implementar mudança sustentável e de longo prazo no país.

  • Atingiu o máximo de favoritos, inicie sessão para adicionar mais

Uau!

Adicionámos o primeiro artigo aos teus favoritos.
Podes aceder-lhe sempre que quiseres, clicando aqui.

Tens tempo para te atualizares?

O Primark.com suporta os browsers mais recentes, incluindo Chrome, Firefox e Safari. Certifica-te de que tens a versão mais atualizada para aproveitares ao máximo o Primark.com