A Primark cumpre as promessas de compensação de longo prazo às vítimas de Rana Plaza

17 março 2014

  • Iniciam-se os pagamentos de 9,0 milhões de dólares aos trabalhadores da cadeia de abastecimento 

  • Pagamento adicional de 1,0 milhão de dólares realizado a trabalhadores que não trabalhavam para a cadeia de abastecimento da Primark, elevando para 3,0 milhões de dólares o auxílio total a trabalhadores que não trabalhavam para a Primark

  • Eleva o auxílio total e os pagamentos para 12 milhões dolares

A Primark anuncia hoje que irá começar a realizar o pagamento de compensações voluntárias de longo prazo aos 580 trabalhadores (ou respetivos dependentes) da New Wave Bottoms, fornecedor da Primark que ocupava o segundo andar do prédio de oito andares, que faleceram ou foram feridos em resultado do colapso do edifício Rana Plaza, no Bangladesh. O pagamento será cumprido diretamente pela Primark na íntegra, em dinheiro, e ascenderá a cerca de 9,0 milhões de libras. Os pagamentos iniciam-se na semana que começa a 17 de marco. 

A Primark também anuncia hoje um pagamento adicional 1,0 milhão de dólares aos trabalhadores da cadeia de abastecimentos dos seus concorrentes. Este montante será pago ao Fundo Fiduciário de Doadores Rana Plaza (Rana Plaza Donors Trust Fund), presidido pela Organização Internacional do Trabalho, para ser distribuído. Trata-se de um montante adicional aos cerca de 2,0 milhões de dólares que a Primark já distribuiu a estes trabalhadores ou às suas famílias. 

Assim, o total dos pagamentos da Primark às vítimas de Rana Plaza eleva-se para cerca de 12 milhões de dólares.

Após uma reunião muito construtiva com a OIT, em Genebra, na semana passada, a Primark está a realizar os pagamentos a longo prazo, a título de compensação, sob os auspícios do Comité de Coordenação do Acordo Rana Plaza.   

No rescaldo do colapso de Rana Plaza, a Primark prometeu que iria cumprir as suas responsabilidades na íntegra e que iria pagar uma compensação a longo prazo aos trabalhadores (ou aos seus dependentes) da New Wave Bottoms. A Primark tem vindo a trabalhar de forma diligente com parceiros locais no Bangladesh há 11 meses, com o objetivo de definir uma abordagem rigorosa e sustentável. Também tem estabelecido contatos estreitos com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) durante todo o processo.

Os pagamentos estão a ser entregues às vítimas por meio do [BRAC] e dos bancos Bkash, o mecanismo usado para a distribuição da assistência financeira de curto prazo. 

O trabalho da Primark incluiu avaliações médicas e de vulnerabilidade, sendo os pagamentos aos feridos atribuídos à luz dessas avaliações médicas. As avaliações foram realizadas com o apoio do Departamento de Estudos de Vulnerabilidade e Gestão de Catástrofes da Faculdade de Medicina da Universidade de Dhaka, médicos do Complejo Hospitalario Universitario Juan Canalejo (La Coruña, Espanha), a Associação Nacional de Advogadas do Bangladesh, e a Naripokkho, ONG parceira da Primark no terreno. A Primark gostaria de agradecer a todas estas instituições pelo seu apoio durante um longo período.

Os pagamentos serão feitos de acordo com o impacto da lesão e o grau de incapacidade resultante do colapso e, no caso dos dependentes dos trabalhadores falecidos e desaparecidos, de acordo com estimativas atuariais do que deixaram de receber. A Primark também procura ter em conta a vulnerabilidade das pessoas que recebem compensações e sua capacidade para controlar e gerir elevadas somas de dinheiro. Este trabalho está a ser realizado pela Associação Nacional de Advogadas do Bangladesh e a Naripokkho, que irá oferecer – assim como gerir, em nome da Primark – assistência direta e apoio contínuo às vítimas e beneficiários vulneráveis.

A Primark decidiu pagar já para garantir que os trabalhadores da New Wave Bottoms e os seus dependentes recebem compensações de longo prazo na íntegra dentro de 12 meses. Não deverão ser necessários mais pagamentos aos trabalhadores da New Wave Bottoms. Os pagamentos realizados pela Primark acrescem à assistência financeira de curto prazo concedida pela Primark aos outros trabalhadores de Rana Plaza. 

No que se refere a trabalhadores elegíveis da New Wave Bottoms que ainda não se tenham registado junto da Primark, independentemente do motivo, a Primark confirma a sua intenção de vir a realizar os pagamentos relativos à sua assistência financeira de curto prazo e a este programa de compensação de longo prazo.  

Um porta-voz da Primark afirmou:

“«Anunciamos hoje que estamos a pagar um total de 12 milhões de dólares na sequência do colapso do edifício Rana Plaza, no Bangladesh. Uma semana após o colapso de Rana Plaza, a Primark comprometeu-se de pagar compensação de longo prazo aos trabalhadores do fornecedor da Primark, a New Wave Bottoms, o mais rapidamente possível. Desde então, temos vindo a trabalhar no sentido de concretizar a realização dos pagamentos.

«Com o primeiro aniversário do desastre de Rana Plaza a aproximar-se, estamos determinados a cumprir essa responsabilidade para com os trabalhadores da nossa cadeia de abastecimento. Sentimo-nos, portanto, satisfeitos por estarmos em condições de avançar agora com os pagamentos. 

«A Primark tem também tentado minimizar o sofrimento causado pelo atraso no pagamento de compensação de longo prazo a todas as vítimas. Por essa razão, temos vindo a pagar ou comprometemo-nos a pagar assistência financeira de curto prazo equivalente a nove meses de salário à totalidade dos 3.600 trabalhadores de Rana Plaza, a maioria dos quais produziam vestuário para os nossos concorrentes. Também anunciámos hoje o pagamento adicional de um milhão de dólares para o Fundo Fiduciário de Doadores Rana Plaza.  

Apoiamos a OIT no seu apelo a que os outros retalhistas que se abasteciam em Rana Plaza façam doações para o fundo da organização, para que se possa pagar integralmente as compensações às restantes vítimas.»nbsp;www.primark-bangladesh.com


  • Atingiu o máximo de favoritos, inicie sessão para adicionar mais

Uau!

Adicionámos o primeiro artigo aos teus favoritos.
Podes aceder-lhe sempre que quiseres, clicando aqui.

Tens tempo para te atualizares?

O Primark.com suporta os browsers mais recentes, incluindo Chrome, Firefox e Safari. Certifica-te de que tens a versão mais atualizada para aproveitares ao máximo o Primark.com